COMPETÊNCIAS CRÍTICAS DE SUPPLY CHAIN – PARTE 2

Compartilhe:

Você lembra quando estive aqui, falando sobre a necessidade de pensarmos sobre as COMPETÊNCIAS CRÍTICAS da cadeia de abastecimento e a integração entre elas?

Pois bem, atualmente a inovação de produtos acontece cada vez mais rápido. Os consumidores querem novidades o tempo todo. E muitas dessas novidades têm similaridades entre si, algumas são inclusive commodities. Então, qual seria o grande diferencial?

Resposta: CUSTO e VELOCIDADE com que se movimentam esses produtos. E um dos grandes responsáveis por isso é a Cadeia de Abastecimento ou Supply Chain.

Falando de maneira ilustrativa, digamos que existe uma guerra lá fora e seus adversários também querem manter seus territórios e expandi-los.

Então vamos falar um pouco do que é preciso para ajudar a vencer essa “guerra”.

A primeira competência crítica da cadeia de abastecimento é ESTRATÉGIA de Supply Chain.

A ESTRATÉGIA deve ser o ponto de partida para você se posicionar no mercado, altamente competitivo nos dias de hoje.

Uma boa estratégica de supply pode significar o sucesso ou o fracasso para seu negócio, desde que as demais “competências críticas” estejam aderentes ao seu propósito.

Estratégias matadoras não sobrevivem isoladamente. Para transformá-las em resultado, é necessário que elas se traduzam em ações efetivas.

Sendo assim, precisamos consolidar e integrar as outras cinco competências, sendo elas:

 

  • Infraestrutura
  • Processos
  • Tecnologia
  • Monitoramento
  • Pessoas

 

Voltando ao nosso exemplo da guerra:

A tropa precisa de armas e recursos bélicos (representando uma boa INFRAESTRUTURA).

Para ganhar novos territórios no campo de batalha, você vai precisar de um exército disciplinado e treinado, com papeis e responsabilidades claros e com foco em resultados, sabendo o que fazer, quando e como fazer (representando PESSOAS e PROCESSOS).

Para obter ganhos contínuos e gradativos em eficiência e produtividade, com uma comunicação eficaz, e velocidade aos avanços sobre os adversários, você vai precisar de TECNOLOGIA.

E, finalmente, a análise crítica dos resultados da tropa, para maximizar a performance, deixando claro se as estratégias desenvolvidas estão corretas ou se é necessário fazer correção de rota, representa a última competência: MONITORAMENTO.

Enfim, já presenciamos experiências de muitos clientes que não atuaram de maneira sistêmica e integrada em todas as competências críticas de Supply Chain, comprometendo resultados de níveis de serviço, imagem, e investimentos que poderiam significar um grande diferencial no mercado, frustrando clientes, colaboradores e acionistas, e comprometendo os resultados do negócio.

Sua empresa está sendo impactada por esse tipo de situação? Como estão os seus resultados no campo de batalha?

Pense nisso.

 

Receba nossa newsletter