Qual a importância do Conselho de Administração para a Gestão Estratégica?

Compartilhe:

Conselho de AdministraçãoA Governança Corporativa é um salto importante no desenvolvimento de uma empresa. Com ela, a gestão passa a ser estratégica, sistematizada e transparente. O monitoramento e o controle se alinham às necessidades dos acionistas e do mercado, enquanto um Conselho de Administração estruturado guia as decisões da diretoria e impulsiona o crescimento da empresa.

Implementação das boas práticas de Governança Corporativa
O processo, no entanto, não precisa ser acelerado. A implementação das boas práticas de Governança Corporativa pode ser feita de modo gradual. Antes da entrada do Conselho de Administração, um Conselho Consultivo pode trabalhar para amadurecer a transformação dentro da empresa e construir consensos entre sócios e gestores.

Divergências de opiniões x Estratégia Empresarial
Em seguida, com segurança e firmeza, o Conselho de Administração, formado por um grupo de diretores, acomoda as divergências de opiniões para determinar a estratégia. O Conselho estabelece, por exemplo, os três pilares éticos da organização – visão, missão e valores – e revisa seus objetivos para apresentar um novo ordenamento, mais produtivo e estruturado.

Assim, amparada pelo Conselho de Administração, entra em cena a Gestão Estratégica, um processo contínuo de avaliação dos recursos da empresa para atingir seus objetivos.

Conheça as responsabilidades do Conselho de Administração, encarregado pela gestão.

1. Avaliar oportunidades, ameaças e riscos no cenário externo.
2. Estudar os pontos fortes e fracos da empresa.
3. Determinar as estratégias de negócio e o planejamento.
4. Fazer com que o planejamento dê sustentação à gestão estratégica.
5. Analisar as opções estratégicas, selecionar as melhores e decidir como imple-mentá-las.

Relação com os acionistas
Em outra frente de trabalho, o Conselho de Administração fica encarregado de manter uma relação próxima com os acionistas. Para isso, precisa garantir que a comunicação funcione plenamente, transmitindo informações relevantes corretamente e assegurando que os interesses dos acionistas sejam analisados.

“Os principais códigos de boas práticas de governança do mercado reiteram a importância da composição independente deste Conselho e da necessária segregação entre as posições de diretor executivo da sociedade e de presidente do Conselho como medida preventiva e indispensável para assegurar a austeridade e imparcialidade das decisões gerenciais da sociedade”, afirma Rui Rocha, diretor executivo da Partner Consulting do Brasil.

Conselho de Administração: um pilar da Governança Corporativa
É no equilíbrio entre a busca por novos objetivos e o estabelecimento de uma relação produtiva com os acionistas que o Conselho de Administração se define como pilar da Governança Corporativa. O zelo pelo cumprimento das metas viabiliza o crescimento sustentado por boas práticas.

“O Conselho de Administração deve ser formado por profissionais que tenham conhecimento necessário para conduzir a empresa, principalmente para tomar decisões difíceis”, alerta Rui Rocha.

A Partner Consulting do Brasil auxilia na estruturação do Conselho de Administração segundo as práticas e recomendações do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa), monitorando o processo de implantação até sua consolidação. Saiba mais!

Deixe uma mensagem

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Receba nossa newsletter