PRC100: programa alavanca crescimento do cooperativismo paranaense

Compartilhe:

Dobrar o faturamento das cooperativas do Paraná por meio de um amplo planejamento estratégico, fundamentado na reestruturação de projetos sustentados pelas instituições de todo Estado. Este é o objetivo do PRC100 (Paraná Cooperativo 100) programa alavanca crescimento do cooperativismo paranaense, que lançado em 2015 pelo Sistema Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), vem promovendo discussões e atividades para cumprir o desafio de até 2020 propiciar um faturamento global de R$ 100 bilhões do cooperativismo paranaense. “Chegar a esse faturamento é um fato que vai acontecer com ou sem esse planejamento, mas pretendemos construir bases sólidas para que as cooperativas atinjam esse objetivo de uma forma sustentada. Baseado no levantamento que fizemos em todas as cooperativas visualizamos que entre 2019 e 2020 vamos alcançar essa meta”, afirma Robson Mafioletti, superintendente da Ocepar, entrevistado nesta quarta-feira (25/10) no programa de rádio Informativo Coamo, veiculado por uma rede de 28 emissoras no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

PRC100: Importante programa para alavancar o crescimento do cooperativismo paranaense

Envolvimento – Dirigentes de cooperativas, cooperados e funcionários participam diretamente do planejamento encabeçado pela Ocepar, com apresentação de projetos mais interessantes e consistentes para a execução e atingimento da meta estabelecida. E esta estratégia vem surtindo efeitos, no tocante ao aumento do faturamento. “Estamos no caminho certo, em 2015 saímos de um faturamento de R$ 50 bilhões e já atingimos R$ 70 bilhões”, revela Mafioletti. Ele lembra que foram criados 13 projetos estruturantes para o desenvolvimento do PRC100. “Esses projetos vão desde a estrutura de capital, passando pela logística, sanidade agropecuária, energia, treinamento e varejo, entre outros”, destaca.

Exemplo – Conforme o superintendente, o PRC100 é um projeto global das cooperativas que beneficiará diretamente e contribuindo para a sustentabilidade da cadeia produtiva. “O projeto desperta a curiosidade de muitos órgãos e causa uma repercussão muito forte junto ao Governo do Estado, Ministério da Agricultura e Secretaria da Agricultura. Todos desejam saber o que é o PRC100, um programa inédito no Brasil”, enfatiza. Mafioletti defende que dificilmente uma organização sem direcionamento estratégico obtém resultados relevantes.

Resultados – Com dois anos e meio de desenvolvimento e várias ações homologadas o PRC100, de acordo com Mafioletti, vem cumprindo o seu papel. “Ele está aderente às demandas das cooperativas. Precisamos às vezes mudar o rumo de algumas ações por conta das políticas públicas aplicadas, mas o programa vem atingindo seus objetivos, sendo trabalhado por variáveis necessárias”, conclui.

 

Saiba mais: Paraná Cooperativo

Fonte:Imprensa Coamo

Receba nossa newsletter