A importância do líder na cultura empresarial

Por 13 julho, 2017 Notícias Sem comentários
Compartilhe:

chess-1483735_1920

Existe um ditado que diz assim: “escada suja se lava de cima pra baixo”. E ponto final. Isso parece tão obvio quanto é óbvia que a disseminação de uma cultura também ocorra de cima pra baixo. Se limparmos o 7o degrau antes do 10o degrau o que teremos, no final das contas, é o 7o degrau sujo novamente. E se quisermos manter a propagação de uma cultura é importante que essa cultura possa ser disseminada de cima pra baixo.

O líder sempre é o ponto mais alto da escada. Acima dele, só o líder do líder.  É o líder que desenvolve o papel principal de movimentar a cultura na direção por ele sugerida.  Quando um líder enxerga, por exemplo, a necessidade de uma nova tecnologia, de um novo produto ou serviço, de um novo processo, de uma nova estratégia de marketing, de uma nova forma de servir ao cliente ou de uma nova prática de gestão é ele quem se posiciona como o principal demandante de um novo posicionamento das pessoas. Ele é quem tem papel determinante na construção e no rumo de um novo posicionamento.  O liderado precisa seguir, precisa ser direcionado, precisa de sugestão e a cultura empresarial é criada e moldada nessa plataforma. Por isso, o líder é o principal responsável pelos movimentos da cultura, pois é ele quem tem o manete direcionador.

Antes de nos preocuparmos com a propagação de uma cultura de medo mediante um líder agressivo; antes de nos preocuparmos com a propagação de uma cultura frágil na presença de um líder passivo; antes de nos preocuparmos com a propagação de uma cultura difusa de um líder ambíguo é necessário sabermos o real e o verdadeiro peso do estilo de liderança na formação e na condução de cultura.

Os liderados são reflexos automáticos de quem os lidera. Líderes que abusam do poder sofrem com a baixa aderência dos liderados ao seu modelo de gestão. Líderes omissos também. Líderes participativos e colaborativos contam, normalmente, com mais facilidades de respostas dos liderados. E assim é que se manifesta o movimento da cultura empresarial: puro reflexo da forma de condução de seus líderes.

Por Christiano de Oliveira

Receba nossa newsletter