O que é e o que não é Governança Corporativa?

Compartilhe:

governancaGovernança Corporativa é um sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas, envolvendo os acionistas e os cotistas, Conselho de Administração, Diretoria, Auditoria Independente e Conselho Fiscal. As boas práticas de governança têm a finalidade de aumentar o valor do patrimônio, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua perenidade.

Apesar de ser um conceito claro e muito difundido no meio empresarial, existem dúvidas quanto à efetividade desse modelo de gestão. Para esclarecê-las conversamos com o diretor de negócios da Partner Consulting do Brasil, Rui Rocha. Confira:

Quais são as principais dúvidas dos gestores de empresas antes de implantar a governança corporativa?
Quando uma empresa deseja implantar a governança corporativa, os acionistas questionam se o processo não vai trazer um engessamento no modelo de gestão. Pensam que é um modelo burocrático, que pode deixar a empresa menos flexível e mais lenta nas tomadas de decisão. E é exatamente o contrário. A governança traz transparência na forma de conduzir e gerir os negócios.

O que o modelo de governança pode trazer para a empresa?
Traz governabilidade para o negócio. O foco dessa forma de gestão é o resultado. Por isso, a governança contribui para a longevidade da empresa no mercado.

Como a governança corporativa deve ser conduzida para fazer parte de todos os níveis hierárquicos na empresa?
É preciso haver cobrança de desempenho dos negócios. As metas são fundamentais nesse processo. Os gestores precisam ter clareza de que a gestão não deve ser apenas burocrática, que não deve ser apenas um conjunto de formalidades, e sim mais do que isso: deve ser focada no resultado. Sendo assim, os empresários devem encará-la como um reposicionamento, que fará com que a empresa garanta a sua perenidade.

Como sócios e acionistas devem se posicionar para que o modelo de governança corporativa seja eficaz?
É essencial rever as atitudes e a forma de conduzir os negócios. Não é difícil ou pesado implantar um modelo de governança corporativa, a não ser que os gestores não estejam dispostos a quebrar paradigmas. Nesses casos, é preciso abdicar de alguns conceitos, a governa implica em mudanças: de atitude, de comportamento e de regras do negócio. A governança possibilita a criação de um conjunto eficiente de mecanismos, tanto de incentivos quanto de monitoramento, a fim de assegurar que o comportamento dos executivos esteja sempre alinhado com o interesse dos acionistas.

Deixe uma mensagem

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa newsletter