Orientação para resultados: estratégia ou miopia?

Por 13 setembro, 2016 Artigos Sem comentários
Compartilhe:

orientação para resultadosA polêmica sobre resultados a curto, médio ou longo prazo passa por uma adequação da proposta, com espaço para desenvolvimento dos colaboradores

Redução de custos e aumento da produtividade é praticamente um “mantra” para garantir a sustentabilidade dos negócios. Para alcançar esses objetivos, é comum que as organizações reforcem a orientação para resultados: uma solução para resistir aos tropeços econômicos do país. Entretanto, a dúvida que geralmente fica é sobre o período ideal para que sejam obtidos. Confira!

Curto prazo e cultura do desempenho
Gestores empenhados em uma orientação para resultados normalmente trabalham com foco no curto prazo e reforçam a cultura do desempenho dentro das organizações, com avaliações e cobranças constantes para garantir a sobrevivência do negócio. O que, na prática, significa bater metas pessoais e da organização.

Curto, médio e longo prazo
Em tempos de crise econômica, resultados positivos a curto prazo são importantes, e ações precisam ser tomadas com firmeza para bater metas e construir a solidez necessária. Ao mesmo tempo, é necessário que a estratégia seja realizada com o olhar para o médio e longo prazo para manter a organização sempre competitiva.

Orientação para resultados: geradora ou limitadora de capital humano?
O tema, no entanto, é polêmico. Existem aqueles que afirmam que a orientação para resultados gera capital humano – enaltecendo o aprendizado e os resultados a médio e longo prazo. Outros consideram que essa competência foca excessivamente no curto prazo, limitando o desenvolvimento profissional da equipe.

O ideal é evitar o senso comum de que a melhor escolha para se alcançar resultados deve ser focado sempre no curto prazo. Para atender aos interesses de todas as partes interessadas na organização como um todo, a proposta deve ser outra: trabalhar com foco no médio e longo prazo, incentivando e qualificando colaboradores para que sintam-se parte do processo.

Afinal, quem está certo?
Assim que o planejamento estratégico da empresa se converte em metas, sempre alinhadas a resultados sustentáveis, gestores podem e devem implementar a orientação para resultados para que os colaboradores antecipem acontecimentos e superem expectativas.

Confira quatro dicas importantes para alcançar esse cenário!
1. Motivar e engajar colaboradores de maneira positiva para criar um ambiente empreendedor de resultados rápidos.
2. Criar planos de carreira para garantir o desenvolvimento profissional dos colaboradores.
3. Assumir a responsabilidade para bater metas e construir resultados sustentados.
4. Buscar sempre espaço para a inovação e propor diálogos por novas ideias e soluções.

Conheça as soluções oferecidas pela Partner Consulting do Brasil para sua empresa cumprir metas e colher bons resultados!

Fontes: Revista Exame, ArcelorMittal.

Receba nossa newsletter
WhatsApp chat